Itupeva - Terça-Feira, 21 de Junho de 2016 - Hora:10:48

Boletim de ocorrência desmente versão da prefeitura sobre clínica irregular

Nem com o frio que vem fazendo nos últimos dias impediu ação da Prefeitura de fechar espaço evangélico que acolhe moradores de rua.

 

De acordo com as informações registradas no Boletim de Ocorrência, não foi constatada nenhuma irregularidade no local disponibilizado pela Igreja Evangélica para atender os 30 moradores de rua, que estavam sendo abrigados. De acordo com o que foi averiguado nos depoimentos, a Igreja presta assistencialismo à quem não recebe atendimento pela Prefeitura.

 

Nenhum abrigado transferiu seu título, ou foi orientado pela Igreja a faze-lo. Nenhum tipo de entorpecente ou outra droga foi encontrado no local, e não ficou caracterizado nenhum tipo de crime por parte da instituição religiosa.

 

Má fé, falta de cuidado com a população de rua e as ações desastrosas realizadas pelo Governo Popular de Itupeva

 

A manhã gelada do dia 13/06 ficou marcada para alguns moradores de rua e fiéis da igreja, que durante culto foram surpreendidos pela ação da Prefeitura em conjunto com a Guarda Municipal. Segundo informações, a comitiva invadiu o local onde estava acontecendo o culto religioso alegando que estavam procurando entorpecentes, sem nenhum mandado judicial e sem nenhuma notificação dos órgãos competentes da prefeitura.

Durante a invasão, a GM revirou caixas de roupas recebidas como doação da população da cidade. Os guardas estavam com cães farejadores, procurando drogas, que não foram encontradas, constando nas informações do boletim de ocorrências. As 30 pessoas que foram acolhidas pela igreja, estavam na rua sem eira nem beira, pois não tem assistencialismo desta Administração.

Esses moradores de rua recebem local para dormir, banho e comida. A igreja não é uma clínica de recuperação, e tão somente estão fazendo o seu papel de ajudar os mais necessitados. Além de terem encaminhado as pessoas para a delegacia, juntamente com um menor de 13 anos para prestar depoimento, a desastrosa ação da Prefeitura teve como objetivo lacrar o local sem nenhuma justificativa.

Agora essas pessoas estão dormindo no chão da igreja e a Prefeitura não libera o local para uso e muito menos, falam para os responsáveis o que precisam fazer para voltar a atender esses moradores, e para que eles não voltem a ficar pelas ruas da cidade, sem comida e um lugar para descansar. Em Itupeva podemos registrar que até boas ações tem preço!.

 

Confira a conclusão do Boletim de Ocorrência abaixo:

 

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2013. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP