Cabreúva - Sábado, 27 de Junho de 2015 - Hora:10:35

Em Cabreúva projeto ‘Mamãe eu Quero’ incentiva amamentação

Projeto, em parceria entre Santa Casa e Saúde, orienta e esclarece parturientes sobre a importância da amamentação

A Santa Casa de Cabreúva iniciou neste mês um trabalho de humanização do parto natural com a inauguração do ‘Quarto Semente’ que ganha agora mais um parceiro: o projeto ‘Mamãe eu Quero’, de incentivo à amamentação.



O trabalho é dirigido pela fonoaudióloga Dra Ângela Cardinalli. Ângela faz parte da equipe do Centro de Reabilitação da secretaria municipal de Saúde e visita as novas mamães da Santa Casa três vezes na semana, sempre pela manhã. Em cada visita, ela conversa, explica o processo de amamentação, tira dúvidas, dá dicas e ensina a posição e a pega correta na hora do bebê mamar.



“O Mamãe eu Quero é um projeto em parceria entre Santa Casa e Saúde de incentivo à amamentação, com acompanhamento profissional, que orienta e ajuda as mães a não deixarem de amamentar” , explica o responsável técnico pela Santa Casa, Dr Eduardo de Paula Leite.



Atenção e orientação



Na manhã desta quarta-feira (24), Ângela visitou Priscila. Mãe de primeira viagem, Priscila teve seu bebê, o pequeno Gabriel, na terça-feira (23). Ela relata que seu mamilo rachou e que sente um pouco de dor ao amamentar. Ângela explica que o próprio leite e banho de sol e a forma correta da pega pede para que Priscila coloque o bebê para mamar e, de uma forma descontraída, a ensina qual a melhor posição para que Gabriel consiga fazer uma boa pega.



“É importante a posição correta e a pegada correta. A barriga do bebê deve estar encostada na barriga da mãe. A boquinha não deve pegar só o bico, mas também uma boa parte da aréola. Nessa fase o bebê deve ser amamentado em livre demanda”, explica Ângela.



A fonoaudióloga também esclarece que o leite materno não precisa de nenhum complemento. Sozinho ele alimenta e nutre a criança até os 6 meses de idade. “É importante que o bebê mame em livre demanda. Nos primeiros minutos o leite mata a sede da criança, e em seguida vem o leite com mais gordura, que ajuda a criança a ganhar peso”, comenta.



E as orientações não param por aí. Ângela cria um vínculo com as mães, deixa seu contato e pede para que elas a procurem no Centro de Reabilitação, em caso de dúvidas e dificuldades na amamentação.



“Estou a disposição na Santa Casa as segundas, quartas e sextas de manhã e no Centro de Reabilitação. Uma mãe sem orientação desiste de amamentar. E este é um bem que o filho levará para sempre. Nossa função é facilitar o caminho”, afirma.

 

Fonte: cabreuva.sp.gov.br

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2019. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP