Jundiaí - Sexta-Feira, 01 de Setembro de 2017 - Hora:09:32

Evento discute valorização da vida e combate ao suicídio em Jundiaí

 

Com a participação de especialistas e depoimentos de pessoas que vivenciaram uma situação de suicídio em suas famílias, a Prefeitura de Jundiaí promoveu, na noite desta quinta-feira (31), o II Encontro de Valorização da Vida, com o tema “Suicídio – Uma Epidemia Calada”. O Teatro Polytheama ficou lotado para o evento, realizado em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV).

 

Na abertura do Encontro, o prefeito Luiz Fernando Machado destacou a relevância da iniciativa, a qual traz à tona uma discussão muito importante que é vista como um tabu pela sociedade. “É preciso falar sobre aquilo que mata e que, na maioria dos casos, a morte poderia ser evitada. Tenho certeza que a partir do debate realizado esta noite serão construídas políticas públicas que refletirão positivamente na vida das pessoas, especialmente àquelas que sofrem deste mal”, afirmou.

 

Segundo o chefe do Executivo, a implementação de tais políticas não pode ser objeto de tabus. “Tenho uma clara visão de que o legado de uma administração não são somente viadutos e outras obras. É preciso trabalhar para que pessoas não morem embaixo desses viadutos. Cuidar da população tem um sentido muito mais amplo e ajudar quem sofre de depressão e corre o risco de atentar contra a própria vida é uma tarefa da qual não vamos fugir”, ressaltou Luiz Fernando.

 

Na primeira palestra da noite, o psiquiatra e pesquisador do Programa de Transtornos do Humor da Universidade de São Paulo (USP), Fernando Fernandes, discutiu a influência das redes sociais nas relações humanas. A série “13 Reasons Why” e o jogo “Baleia Azul” e suas relações com os casos de suicídio estiveram entre os assuntos abordados pelo especialista.

 

Em seguida, foi a vez do porta-voz do CVV Regional SP, Sérgio Antônio Batista, que conversou com os presentes sobre a importância do diálogo em situações que envolvem risco de suicídio. Batista explicou que “falar é a melhor forma de prevenção”.

 

Também contribuíram com depoimentos Maria Cristina Ramos De Stefano (psiquiatra e autora do livro “Suicídio: Epidemia Calada”), que perdeu um filho por suicídio; Heloísa Helena Cidrin Gama Alves (Assessora técnica de Gabinete da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social), que falou sobre suicídio entre LGBTs e a diversidade sexual, além de Clara Magalhães (Coordenadora técnica da Unidade de Formação Inicial e Educação Continuada do Centro Paula Souza), que falou sobre jovens em situação de vulnerabilidade social.

 

Durante o evento, o coordenador da Saúde Mental da Unidade de Gestão de Saúde, Alexandre Moreno Sandri, fez o lançamento oficial da cartilha de prevenção ao suicídio, que será distribuída em vários pontos da cidade. O público presente teve a oportunidade, ainda, de conferir uma encenação do grupo Eleve Escola de Circo com a temática do suicídio.

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2019. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP