Cabreúva - Quarta-Feira, 01 de Julho de 2015 - Hora:11:14

Municípios da AUJ discutem, em Cabreúva, orçamento estadual de 2016

Cabreúva sediou, na manhã desta segunda-feira (29), uma audiência pública para discussão do orçamento do Estado

O evento ocorreu na Câmara Municipal, sendo presidido pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita; e pelo assessor técnico da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de São Paulo, Maurício Hoffmann.


Esta foi a sexta audiência pública realizada para apresentação e debate do Plano Plurianual 2016/2019 (PPA) e pela Lei Orçamentária Anual para 2016 (LDA). A próxima (e última) vai ocorrer nesta quarta-feira (1º), na Capital. Depois de definida a dotação para 2016, o governador Geraldo Alckmin enviará o Projeto de Lei com a peça orçamentária para votação pela Assembleia Legislativa.


A apresentação do orçamento estadual teve as presenças da vice-prefeita Célia Donato (representando o prefeito Henrique Martin); dos secretários municipais Tatiana Cordeiro (Finanças), Rosimeire Timporim (Meio Ambiente), Lucília Giacomini (Turismo) e Benevides Ricomini Dalcin (Administração); e dos vereadores Kiko e Paulinho.


Pelos municípios da Aglomeração Urbana de Jundiaí estavam presentes Osmar Tozzi (vice-prefeito de Itupeva), Marco Antônio Marchi (assessor da Prefeitura de Jundiaí); Saulo Silveira (chefe de Gabinete da Prefeitura de Jarinu), Armando Júnior (da Secretaria de Finanças de Várzea Paulista) – e ainda Célia Benassi e Lourdes Dorta (ambas pelo Forcis, o Fórum Regional de Comércio, Indústria e Serviços de Jundiaí).


Em sua explanação, Maurício Hoffmann afirmou que o Estado de São Paulo mantém o conceito de gestão de ‘governança metropolitana‘ para, ao lado da sociedade paulista, lidar com os problemas comuns em todas as áreas, defendendo as prioridades, metas e objetivos para SP. “Apesar da crise, mostraremos que São Paulo segue com sua capacidade de investimentos em todas as áreas”, afirmou Hoffmann.


O orçamento estadual para este ano é de R$ 204,8 bilhões. Deste total, a maior fonte de arrecadação provém do ICM-S: R$ 96 bilhões. E as maiores despesas se referem aos gastos com pessoal: R$ 74,9 bilhões, além de outros R$ 4,9 bi com Previdência.


Depois da exposição dos números, Hoffmann convidou os presentes a elegerem, entre 22 itens, oito prioritários (através de uma votação rápida, em que cada um recebeu uma relação com os 22 temas elencados). Na sequência, a palavra foi dada às manifestações da plateia, que pôde fazer suas colocações relativas às maiores demandas dos sete municípios que compõem a Aglomeração Urbano de Jundiaí.


A ‘audiência pública virtual‘ continua à disposição dos paulistas que queiram sugerir propostas ao Orçamento para 2016. Basta acessar o endereço www.planejamento.sp.gov.br e clicar no link que aparece à direita da página.

 

Fonte: cabreuva.sp.gov.br

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2013. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP