Louveira - Sexta-Feira, 31 de Março de 2017 - Hora:08:49

Sob vaias Câmara aprova 1% e servidores de Louveira decidem por greve

 

Com o plenário da Câmara Municipal de Louveira lotado de servidores públicos os vereadores aprovaram na noite de quinta-feira, 30 de março, na 2ª Sessão Extraordinária, o reajuste salarial irrisório no valor de 1%. Aos gritos de protestos e vaias dos mais de 400 servidores presentes o Projeto de Lei 15/2017 de autoria do Executivo Municipal foi aprovado por 7x5, sendo os vereadores favoráveis Caetano, Nildo da Redenção, Hélinho, Laércio Néris, Luiz Rosa, Priscilla Finamore e Tico da Colina e os contrários os vereadores, Agostinho Tardiveli, Clodoaldo, Leandro Lourençon, Nilson Cruz e Rodrigão.

 

O Projeto de Lei 15/2017 previa o reajuste salarial de 1% e o aumento em R$ 100 no vale alimentação dos servidores. O vereador Rodrigão propôs emendas, para que o percentual do reajuste fosse de 6,28% e não o indicado pelo Chefe do Executivo e que pudessem aprovar o reajuste de R$ 100 reais do vale alimentação. "A emenda visa assegurar o poder de compra dos servidores públicos do município de Louveira, uma vez que se trata de simples recomposição salarial, repassando aos servidores apenas o índice inflacionário, é o mínimo que devemos fazer", afirmou o vereador. As emendas foram rejeitadas.

 

 

Na tumultuada sessão também entrou para votação o Projeto de Lei 13/2017, proposto pela Mesa Diretora da Câmara, que indicava um reajuste em 6,28% sobre os vencimentos dos servidores ativos e inativos da Casa de Leis. Na justificativa, os autores argumentam que o percentual está previsto no orçamento e atualiza os salários conforme variação do IPCA/IBGE de 2016, que se refere a inflação registrada no período, o projeto foi aprovado com emenda alegando que o percentual do Legislativo e da Prefeitura tem que estar equiparado, ou seja, aumento dos irrisórios 1%. Os vereadores que aprovaram as emendas foram Caetano, Nildo da Redenção, Hélinho, Laércio Néris, Luiz Rosa, Priscilla Finamore e Tico da Colina.

 

O vereador Rodrigão fez uso da palavra para relembrar a população que o prefeito Junior Finamore diz que Louveira está em crise quando precisa dar aumento aos funcionários, quando precisa cortar os torneios esportivos fora do município, quando precisa cortar a merenda dos professores e os remédios no posto de saúde, porém a cidade é uma potência quando se faz festas com grandes shows, quando se dá aumento para prefeito, vice e secretários, quando se inaugura galeria e faz festa no Buffet Macal para o alto escalão... Uma triste realidade.

 

Com o resultado da aprovação de apenas 1% de aumento os servidores públicos municipais de Louveira declararam estado de greve.

 

 

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2020. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP