Publicidade
Vinhedo - Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017 - Hora:08:39

Vinhedo alcança objetivo de aumentar atendimentos e reduzir gastos com redimensionamento na Saúde

No primeiro mês do redimensionamento, atendimentos de urgência e emergência na cidade, entre SUS e conveniados, tiveram alta de 9,2%; neste ritmo, por mês, a Prefeitura irá aumentar a oferta de mais de 1.200 novas consultas de urgência e emergência com redução nos gastos

 

Há um mês, a Prefeitura de Vinhedo colocou em prática um projeto de redimensionamento no atendimento de urgência e emergência no município, envolvendo o PA Capela, a UPA e a Santa Casa. O objetivo era claro: reduzir despesas a mais no setor, mas também aumentar a quantidade de atendimentos. E o primeiro balanço após as alterações determinadas pelo prefeito Jaime Cruz demonstra que a meta está sendo alcançada.

 

“Fazer Mais com Menos. Este foi o principal objetivo desta ação com foco no município, pensando nos moradores, pensando na saúde financeira da Santa Casa, que reinauguramos em abril do ano passado. A determinação foi clara: manter a qualidade no atendimento. Recebi nesta terça-feira, 7, um balanço das mãos do secretário de Saúde, Alexandre Viola, que confirma que estamos no caminho certo”, comentou o prefeito Jaime Cruz.

 

Em 2016, no período de 7 de outubro a 5 de novembro, foram realizados em Vinhedo 10.740 atendimentos  de urgência e emergência a pacientes do SUS, incluindo a UPA (6.669), PA Capela (4.001) e a Santa Casa (70). Já no mesmo período deste ano, esse número passou para 11.639, sendo 5.564 na UPA, 3.610 no PA e 2.465 na Santa Casa, ou seja, um aumento de 8,37%.

 

“O sistema passou a funcionar com um número maior de médicos e, consequentemente, com mais capacidade de atendimento, conforme balanço neste primeiro mês de alterações. Seguimos monitorando o redimensionamento e, se necessário, estamos aptos para os ajustes necessários”, complementou o secretário Alexandre Viola.

 

Outro grande avanço obtido com o remodelamento da urgência e emergência foi com relação aos planos de saúde. Estimativas apontam que, nos últimos meses, no município, entre 20% e 25% das pessoas que tinham convênios, acabaram perdendo o plano por conta da crise econômica e do desemprego. Mas o que poderia resultar em mais gastos para a Prefeitura, acabou se revertendo graças ao redimensionamento implantado.

 

“O aumento no número de atendimentos comprova o que dissemos, que o redimensionamento teria estrutura suficiente para proporcionar qualidade na assistência à população de Vinhedo. O foco agora é o Programa Estratégia da Saúde da Família, conhecido pela população como Médico da Família, com investimento na prevenção, para reduzir os casos de urgência e emergência. Também estamos trabalhando na conscientização como forma de reduzir o alto índice de faltas nas consultas, que hoje é de 30%, ou seja, em cada 1000 consultas agendadas, 300 são canceladas por falta dos pacientes. Este trabalho de acolhimento e conscientização que iniciamos é para aumentarmos a disponibilidade das consultas na atenção básica”, comentou o prefeito Jaime Cruz.

 

No período analisado, o número de pacientes conveniados atendidos na Santa Casa passou de 3.592 para 3.918, uma alta de 9,07%, o que deverá elevar as receitas do único hospital do município. No comparativo, o atendimento de adultos passou de 2.418 para 2.680 e, na pediatria, de 1.174 para 1.238.

 

Isso ocorreu porque, antes, muitos conveniados recorriam à UPA, onerando a Prefeitura de Vinhedo e, em contrapartida, sem gerar reembolso por parte das operadoras. Com a ida desses pacientes para a Santa Casa, o hospital passará a arrecadar mais.

 

O número total de atendimento, incluindo pacientes via SUS e conveniados, também teve uma alta expressiva. De 7 de outubro a 5 de novembro do ano passado, foram contabilizados 14.332 atendimentos. No mesmo período deste ano, esse número passou para 15.557 registros, aumento de 9,2%.

 

Com o redimensionamento, desde o dia 7 de outubro, todo o atendimento de urgência e emergência do município, feito por meio da Central 192 e 193, passou a ser direcionado para a Santa Casa de Vinhedo. E o pronto atendimento, no período noturno (das 19hs às 7hs), também passou a ser realizado na Santa Casa de Vinhedo, que atende com três clínicos gerais e dois pediatras (UPA e PA da Capela continuam com atendimento de pronto atendimento SUS das 7h às 19h). Foi mantida, no período noturno, uma estrutura mínima na UPA e no PA Capela no período noturno (19h às 7h), com um médico em cada local.

 

Transferência da UPA para a Capela

O prefeito Jaime Cruz está em contato com o Ministério da Saúde com o objetivo de, dentro desse processo de redimensionamento, transferir a UPA do local atual (aproximadamente 750 metros da Santa Casa) para o PA da Capela, que fica a cerca de 4 km do hospital, e está numa região com aproximadamente 25 mil habitantes. O assunto está sendo tratado diretamente com o ministro Ricardo Barros.

Enquetes
Diante das acusações, Michel Temer ficará na Presidência até o fim do mandato?
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2013. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP