Jundiaí - Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 - Hora:11:47

Fitoterapia será ampliada para as UBSs de Jundiaí

 

Chás, compressas e macerações de ervas são receitas que passam de geração em geração, auxiliando na redução de desconfortos físicos e emocionais. A fitoterapia é o segmento da medicina que cuida de aproximar o uso medicinal das plantas à população. Em Jundiaí, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) tem por objetivo ampliar o uso da fitoterapia nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) como auxiliar no tratamento médico para várias enfermidades.

 

A terapia complementar já é praticada em algumas UBSs da rede, por meio de oficinas e cursos específicos sobre o tema. “Apresentamos as práticas fitoterápicas da rede de Jundiaí em Congressos específicos. O último foi no mês de setembro. A intenção é ampliar para todas as unidades. A capacitação de mais de 70 profissionais já foi realizada e a proposta é introduzir, no próximo ano, um fitoterápico na Remume (Relação Municipal de Medicamentos Essenciais)”, explica a coordenadora de assistência farmacêutica, Ana Claudia Jordão Rodrigues.

 

Já em andamento na cidade, a fitoterapia é usada como tema de palestras e oficinas nas UBSs Morada das Vinhas e Corrupira e no Centro de Convivência, Cultura, Trabalho e Geração de Renda (Cecco), onde existem hortas com plantas medicinais, usadas para disseminação de mudas e produção de óleos, chás e até sal temperado para reduzir o consumo de sódio em hipertensos. “Nas oficinas abertas à população são passadas informações sobre a forma correta de se usar as ervas em favor da saúde, além das indicações para os tratamentos. As ervas são usadas para  complementar a medicação alopática com ótimos resultados na redução do consumo de remédios por pacientes que estão em grupos de terapia da dor, diabetes, hipertensão e ansiedade”, detalha a farmacêutica Ana Paula Barcaro, responsável pela UBS.

 

A aposentada Sebastiana da Penha Pereira Milagres Julinho, 58 anos, é adepta do uso dos chás para controle da ansiedade, gripes e outras enfermidades. “Participar das oficinas de chás me ajudou a esclarecer dúvidas e a aprender a preparar de forma correta as cocções. Antes, eu deixava os chás preparados em vasilha de plástico, mas isso não pode. O correto é vasilha de vidro ou esmalte. E, para ter efeito, é necessário tomar por quinze dias, três xícaras por dia”, conta a mulher, que gosta de misturar folhas cítricas com guaco e hortelã.

 

A próxima oficina do tema será sobre óleos fitoterápicos, oferecida para a população, no dia 31 de outubro, no Cecco (Benedito Sérgio de Oliveira, 220 – Parque Continental). Para participar é necessário fazer a inscrição antecipada, já que as vagas são limitadas. O telefone do Cecco é 4537-3351.

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2022. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP