Itupeva - Sexta-Feira, 29 de Abril de 2016 - Hora:11:33

Itupeva tem primeira morte com suspeita de H1N1

“Deixaram meu filho morrer”. Esta foi a fala indignada da dona de casa Edna dos Santos Lira, mãe de Robson Lira Leite, de 18 anos, morador de Itupeva

Edna dos Santos Lira, mãe de Robson Lira Leite, de 18 anos

morreu na madrugada de quarta-feira (27), com suspeita de contrair o vírus H1N1. Mesmo sem um laudo conclusivo, a família diz que houve negligência por parte do hospital. A assessoria de imprensa nega.



Segundo relata a mãe, o garoto começou a sentir fortes dores no início da semana. A febre veio logo em seguida. As várias idas ao Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida resultaram em soros e liberações para casa. “Como puderam deixar o menino voltar para casa sem medicá-lo corretamente.



Primeiro disseram que estava com uma bactéria nos pulmões, mas que não era nada grave. Nesta quarta-feira ele piorou e os médicos começaram a bater no peito dele tão forte que o sangue voltou pela boca”, reclama a mãe, acrescentando que o filho teve de ser reanimado pela equipe médica.



Robson chegou a ser transferido para o Hospital São Vicente, em Jundiaí, mas já chegou em óbito. Por isso, o corpo do jovem foi novamente enviado a Itupeva para conclusão do laudo. Em seguida, o corpo foi transferido ao IML de Jundiaí, onde foi expedido um atestado de óbito reforçando a causa da morte por ‘choque séptico e pneumonia’. “Só queremos justiça, porque outras pessoas podem estar com o mesmo problema e estão mascarando a doença”, diz o pai Valdemar Leite.

 

Veja depoimento do Sr. Waldemir Leite, pai do Robson.

 

 

Outro lado - Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Itupeva, o paciente estava em acompanhamento no hospital para monitoramento de plaquetas com quadro suspeito de dengue, estável, sem sinais de sangramento, sendo acompanhado por quadro laboratorial e avaliação clínica a cada 24 horas no pronto-socorro. Não houve necessidade de internação hospitalar por apresentar níveis laboratoriais e clínicos estáveis para a suspeita clínica. “Na quarta, o adolescente deu entrada no hospital, às 19 horas, com quadro clínico de insuficiência respiratória aguda sem evidência de sangramento, sendo realizadas todas as medicações e procedimentos clínicos no paciente. No entanto, o quadro se agravou, sendo necessária a transferência do paciente, que veio a óbito”, diz a nota.

 

Os exames foram colhidos e os resultados saem em 30 dias. A direção do hospital disponibilizou assistente social e psicológico para a família, que recusou o atendimento. 

 

Com informações de jj.com.br e do Reporter fotografico José Carlos Moraes

Enquetes
Fale conosco
Itupeva - Sp - Brasil
Contato comercial: Herikson Almeida
Telefone 11 9.9674-9857 - 11 9.4866-5716
Email: contato@gazetadeitupeva.com.br
Contato redação:
Email: redacao@gazetadeitupeva.com.br
Formulário de Contato
Copyright © 2013. Portal de Notícias Gazeta de Itupeva.
Todos os Direitos Reservados
Programador PHP